<

Com a evolução constante do Office 365, cada vez mais empresas aderem ao Project Online.

Porém existem empresas que ainda utilizam a versão on-premisses e questionam qual a real necessidade da migração.

 

Vamos iniciar listando os principais benefícios (que não são poucos).

  • Atualização constante de funcionalidades
  • Melhoria de Performance
  • Suporte
  • Redução de custos de infraestrutura
  • Facilidade de gestão e crescimento

 

Antes do processo de migração, precisamos, porém, seguir alguns passos que nos ajudarão a evitar problemas e também a decidir o melhor caminho.

 

Os 10 passos abaixo auxiliam de forma resumida no processo de migração.

  1. A migração será apenas de configuração ou configuração + conteúdo?
  2. Existe workflow de projeto implementado?
  3. Tipos de projeto e campos personalizados configurados?
  4. Caso o quadro de horários esteja em uso, é realmente necessário a migração dos dados históricos?
  5. Existe modelo de site de projeto?
  6. Quantos são os relatórios existentes e qual a tecnologia utilizada?
  7. Existe integração com outras aplicações?
  8. Quantos projetos existem publicados? Os mesmos possuem sites de projeto?
  9. Há erros relevantes no processamento da fila do Project Server que possam indicar condições inadequadas de configuração ou corrupção de dados?
  10. Existem usuários inativos que possam causar erro na migração?