Pular para o conteúdo

Cases

Agilidade na Gestão de Projetos e Recursos

Cases de Sucesso

Com atuação em mais de 30 países, a Stefanini IT Solutions é uma das maiores empresas brasileiras do setor de tecnologia da informação.

Em virtude da alta complexidade imposta pelo cenário no qual está inserida, com filiais e profissionais espalhados em todo o mundo, a Stefanini buscava uma solução que permitisse a uniformização do seu processo de gerenciamento, de modo que todos os projetos da companhia seguissem as métricas de desempenho estabelecidas e validadas. Além disso os gerentes e líderes de projeto, membros do PMO, bem como a direção da empresa sentiam a necessidade de poder acompanhar, em tempo real e de qualquer lugar com acesso à internet, o desempenho dos projetos estratégicos da companhia, bem como ter acesso à visualização do capacity e da disponibilidade dos recursos corporativos.

Solução

Com as credenciais de uma plataforma já utilizada pela própria Stefanini em diferentes projetos e clientes, a flexibilidade, segurança e possibilidade de customização para aderência aos processos de gerenciamento de projetos oferecidos pelo Microsoft Project Server se mostraram ideais para atendimento das necessidades da companhia. A Project SA participou de todo o processo de levantamento de requisitos, desenho da infraestrutura, implementação e customização da ferramenta, oferecendo seu know-how de maneira a impulsionar as possibilidades disponibilizadas pelo EPM.

Além de participar de todo o processo de implementação e customização, a Project SA também apoiou a Stefanini na construção de uma variedade de Dashboards e Painéis de Indicadores, que se mostraram essenciais para o compartilhamento das informações de projetos e recursos de maneira rápida e simplificada.

A centralização de todos os projetos de uma empresa global como a Stefanini em um único local permitiu que a empresa utilizasse uma linguagem unificada para todos os gerentes de projeto – independentemente de onde eles estivessem. Antes da implantação do EPM, o conceito de “atraso” para um projeto era subjetivo, pois cada gerente poderia considerar uma métrica diferente para seus projetos.

Além disso, um extenso conjunto de relatórios personalizados possibilitou à empresa uma visão completa de todo o portfólio de projetos, bem como a rápida identificação de recursos disponíveis para desempenhar atividades nos inúmeros projetos que a companhia executa. Se antes cada gerente de projetos era obrigado a reservar pelo menos metade de um dia da semana para preparar relatórios de status e performance, hoje basta estar conectado à internet para obter as informações, em tempo real, no portal corporativo hospedado no Microsoft Project Server.

Veja mais